Tradição do Carnaval em Quarteira , Loulé e Alte 2014

Em Quarteira, o desfile carnavalesco acontece na marginal, Avenida Infante Sagres, sábado, domingo e terça, 1, 2 e 4 de março, das 15h00 às 18h00.

Na Quarta-Feira de Cinzas, 5 de março, pelas 21h00, tem lugar um dos momentos altos do Carnaval em Quarteira – o Enterro do Entrudo – que se inicia na Rua da Alegria e termina na Praça do Mar.

A par do Carnaval de Loulé, o corso carnavalesco sai também para a rua em Alte, no interior algarvio, as celebrações carnavalescas naquele que é considerado “o mais tradicional do Algarve” decorrem nodomingo e terça feira 2 e 4 de março.

Do programa consta o corso propriamente dito, que terá início pelas 15h00, e o Baile de Foliões, a partir das 21h30, no Salão da Casa do Povo de Alte, com um Concurso de Máscaras, no domingo, e entrega de prémios aos grupos participantes, na terça-feira. O Baile será animado por Ricardo Glória (dia 2) e Valter Cabrita (dia 4).

Passagem de Ano de Quarteira com La Plante Mutante

La PLante Mutante

Quarteira volta a ser palco da Noite de Passagem de Ano no Concelho de Loulé e, desta vez, a entrada em 2014 vai ser feita ao som da música pop dos anos 80 com La Plante Mutante.

O grupo que se tem dedicado aos hits da década de 80 arranca a sua atuação na Praça do Mar, a partir das 22h30. Quando baterem as doze badaladas, vai poder assistir a um espetáculo pirotécnico junto à praia. A festa prossegue pela madrugada fora com a alegria e humor de La PLante Mutante.

A origem dos La Plante Mutante – banda que se dedica à celebração dos anos oitenta – remonta ao final da década de 90, quando um grupo de músicos de diferentes áreas decide formar uma banda de tributo à música que se fez na penúltima década do século passado.

Numa primeira fase, as atuações circunscrevem-se apenas a um concerto por ano, sempre na véspera do Carnaval; a partir de 2008, e já com 10 membros no ativo, a banda começa a atuar de um modo mais regular, contando, até à data, com cerca de 120 concertos em locais e festividades diversas, entre as quais duas partilhas de palco com a mítica Lena d’Água.

Distante do conceito comum de concerto, um espetáculo dos La Plante Mutante combina música dos anos 80 (nacional e internacional), stand up comedy e performances de variadíssimos níveis, numa atuação em que a homenagem à década é reforçada por uma atenção particular à roupa e maquilhagem, bem como pela projeção, em tempo real, de vídeos alusivos à época. Madonna, Prince, Tina Turner, Michael Jackson, Bananarama ou Samantha Fox são alguns dos ícones da música dos anos 80 recordados pelos La Plante Mutante nesta noite de celebração.

A entrada é livre