Concerto de Natal com Ala dos Namorados

ALA DOS NAMORADOS COVER AND PROMOTIONAL PHOTOS

No dia 21 de dezembro 2013 (21h30), a Ala dos Namorados vai estar no Cine-Teatro Louletano para apresentar o “Concerto de Natal”.
O cantor Nuno Guerreiro, emblemático vocalista do grupo, volta a pisar o palco da sala de espetáculos da cidade que o viu nascer e irá entoar algumas canções de Natal, bem como os seus grandes êxitos.

A Ala dos Namorados formou-se em 1993, à volta de uma série de canções com letras do João Monge e música do João Gil. Convidam entretanto o Manuel Paulo para compor e surgem assim as canções que viriam a dar origem ao primeiro disco da Ala. Não existia propriamente um grupo musical, mas estes três músicos tinham, na sua opinião, material que justificava a criação de um conjunto que as tocasse e gravasse.

Assim aconteceu e conhecendo o Nuno Guerreiro através de um concerto em 1992 do Carlos Paredes, no qual interpretava uma canção, foram-lhe apresentadas aquelas canções. Caíram-lhe que nem luva e soube dar-lhes uma dimensão peculiar pela sua forma de cantar e pela qualidade única da sua voz. Com o convite feito ao José Moz Carrapa, excelente guitarrista, estava formado o núcleo central da Ala.

Depois disso seguiram-se mais seis discos, sendo que o Moz Carrapa colabora nos primeiros três e o João Gil sai também do grupo depois do disco/DVD “Ao Vivo no São Luiz”. Na gravação do “Mentiroso Normal” de 2007, restam da formação inicial, o Manuel Paulo e o Nuno Guerreiro.

Uma das características mais interessantes deste grupo passa pela forma como conseguem integrar na sua música, estilos que vão do fado ao jazz, ao cabaret, passando por abordagens mais clássicas ou mesmo pop, sem perder a sua identidade e estando sempre presente a matriz portuguesa.

Na composição das canções deste grupo, nunca houve propriamente preconceitos em relação às influências e ambientes que traziam para as suas composições, o que aliás se foi amadurecendo ao longo dos anos. Importantíssimas as letras do João Monge, principal letrista do grupo, que foi e é peça chave no discurso musical deste conjunto.

Também são fundamentais todos os músicos que passaram e passam pela Ala. A Ala tem a felicidade de ter tocado com os melhores músicos deste país e não só, das mais variadas áreas, e o resultado excedeu sempre as expectativas.

Depois do último disco “Mentiroso Normal” e da tournée que se lhe seguiu, (até ao fim de 2008), vem um período de pousio, e algures em 2012, após uma reunião pontual para um concerto, surgiu de novo a vontade de pegar nas canções da Ala e voltar aos palcos.

Assim surge, este ano, esta nova gravação, “Razão de Ser”, em que revisitam 15 canções, convidando instrumentistas e cantores, como António Zambujo ou Jorge Palma, com os quais se identificam e apresentam canções eventualmente menos conhecidas e também algumas canções “incontornáveis” do grupo.

O preço dos bilhetes para este espetáculo é de 8 euros.

Dança: “Lago dos Cisnes” com Russian Classical Ballet

Lago dos Cisnes

Em 3 e 4 de dezembro 2013, pelas 21h00, o Cine-Teatro Louletano recebe um dos maiores bailados de todos os tempos – o “Lago dos Cisnes” -, interpretado pela Russian Classical Ballet, liderada por Evgeniya Bespalova, numa nova produção 2013.

Trata-se de uma narrativa encantadora com sumptuosos cenários, maravilhosos figurinos e um deslumbrante leque de melodias que compõem esta grande obra-prima do ballet clássico.

O “Lago dos Cisnes” é considerado o mais espetacular dos bailados clássicos, repleto de romantismo e beleza, é epítome dos bailados clássicos; a coreografia exige dos bailarinos destreza e aptidão técnica na representação das personagens da história. A sua popularidade é, por outro lado, motivada pela música inspirada de Tchaikovsky, mas também a coreografia inventiva e expressiva de Petipa que, relacionando o corpo humano com os movimentos de um cisne, revela a sua genialidade, o seu potencial coreográfico e criatividade artística.

O “Lago dos Cisnes” narra a história de um príncipe que procura a mulher ideal e vê na figura do cisne a suavidade e o encanto feminino, que o deixam loucamente apaixonado. Mas, na verdade, o cisne é a transfiguração de uma bela princesa encantada, um tema de verdadeira poética romântica.

O Cine-Teatro Louletano regressa, assim, às grandes noites de bailado num espetáculo com coreografia de Marius Petipa e Lev Ivanov.

O preço dos bilhetes é de 25 euros.

Exposição de Presépios em Loulé

Presepio

No âmbito do I Concurso de Presépios do Concelho de Loulé, vai estar patente ao público, entre 23 de novembro a 6 de janeiro 2014, na Igreja de Nossa Senhora da Conceição, em frente ao Castelo de Loulé, uma Exposição de Presépios.

Esta iniciativa reúne 23 presépios originais, construídos nos mais diferentes materiais, sendo que os materiais regionais assumem particular destaque. Pretende-se, assim, relembrar uma das mais tradicionais expressões da cultura popular associada à quadra natalícia.

A exposição poderá ser visitada no seguinte horário: de segunda a sexta-feira, das 9h00 às 12h30 e das 14h00 às 17h30, e aos sábados, das 9h00 às 14h00 e das 15h00 às 17h00.

A entrada é gratuita.

Conferência “O Grande Plagiador” de Paulo Condessa

plagiador

Sábado, 9 de novembro 2013, pelas 21h30, a Casa da Cultura de Loulé, no Parque Municipal, recebe uma conferência-performance de Paulo Condessa intitulada “O Grande Plagiador”.

“Pessoa a fraude do século? Uma mentira torna-se verdade, se repetida mil vezes? As maiores fraudes estão tão próximas que perdemos a distância para as poder ver”.

Um brilhante analista político apresenta os factos que sustentam a sua tese de mestrado: “Verdade, justiça e direitos de autor: plágio em pessoa, muito ou realidade?”.

Paulo Condessa nasceu em Lisboa, em 1961. Andou perdido muito tempo mas anda a encontrar-se para poder voltar a perder-se.

Escritor: leitor, professor: aluno, performer: espectador. Ex-publicitário, atual escritor poeta e tal. Futuro ex-adolescente, futuro ex-criança. Maduro (mais ou menos).

Formado em Ciências da Comunicação, deformado por uma mente demasiado vivaz e re-formado por auto-recriação, percorreu cursos, pós-graduações, workshops e palestras e pessoas relativas às mais diversas áreas.