Teatro: O Deus da Matança pela ACTA

ACTA

ACTA: O Deus da Matança
Teatro Lethes em Faro: 28 e 29 de Novembro 2013 às 21h30
“No dia 3 de Novembro, às 17h30, na praceta do bairro, no seguimento de uma altercação verbal, Fernando R., de onze anos, armado com um pau, bateu na cara do nosso filho Bruno H. As consequências deste ato são, para além da inflamação do lábio superior, a fractura dos dois incisivos, com a lesão do nervo do incisivo direito.”
Os pais encontram-se para falar sobre o incidente. Ambos os casais concordam que estas coisas acontecem, que o mal pode ser remediado e acreditam no “poder pacificador da cultura” mas, infelizmente, as coisas não são tão simples. Quando começam a discutir a fundo a questão, a situação torna-se cada vez mais tensa.
A autora francesa Yasmina Reza analisa aqui o universo da família e as discrepâncias entre o ser e o parecer, com a mistura de leveza, seriedade, humor e crítica social que lhe é característica.

Ficha artística, técnica e de produção:
Texto: Yasmina Reza
Tradução: Luís de A. Miranda
Encenação: Paulo Moreira
Concepção Plástica: Luís Vicente
Interpretação: Bruno Martins, Elisabete Martins, Mário Spencer, Tânia Silva
Execução Cenográfica: Tó Quintas
Desenho e Operação de Luz: Octávio Oliveira

Duração: 75 minutos s/ intervalo
Ingresso: €10 (<30 e >65 – €7,5)
Classificação Etária: Maiores de 12 anos
Promotor: ACTA

Teatro: Os Improváveis no Lethes

8_Os Improvaveis com Vilao

OS IMPROVÁVEIS
Comedia de Improviso

Teatro Lethes – Faro 8 DE DEZEMBRO 2013 ÁS 21H.30

Sinopse:
O espectáculo d’ OS IMPROVÁVEIS conta já com mais de 200 representações e mais de 30.000 espectadores ao longo de 5 anos de actuações semanais regulares em Lisboa e diversos pontos do país. O grupo faz digressões nacionais, internacionais e intercâmbios regulares, em Chicago Nova York, Amesterdão, Berlim.
Ricardo Vilão junta-se aos IMPROVÁVEIS, Marta Borges, Telmo Ramalho e Pedro Borges para um espectáculo de Comédia de Improviso hilariante onde tudo pode acontecer: não há guiões nem cenas pré-ensaiadas. O conteúdo é totalmente original e improvisado, criado com genialidade em tempo real.
O público é acarinhado e faz parte integrante do espectáculo, ora dando sugestões para os actores criarem, ora vindo a palco improvisar. A interactividade é total. Conjuntamente criam-se cenas divertidas, com humor sofisticado e memoráveis.
O público pede, eles fazem!

Ficha Artistica:
Interpretação: Pedro Borges, Marta Borges, Telmo Ramalho
Convidado: Ricardo Vilão
Duração: 1h15min
Classificação etária: Maiores de 16 anos
Bilhete: 10 euros

Espectáculo: “É bom sonhar” com o Avô Cantigas

Avo Cantigas

Dedicado ao público infantil, o Cine-Teatro Louletano apresenta o espetáculo “É bom sonhar” com o Avô Cantigas, no domingo, 17 de novembro 2013, pelas 15h30.

Ao atingir os , o mítico apresenta-se ao vivo com um novo concerto que vai deliciar miúdos e graúdos.

Avô Cantigas, com mais de 30 anos de carreira, acompanhado em palco por atores que interpretam divertidos netinhos, ele vai cantar uma mão cheia de canções inesquecíveis.

“A Cantiga do Avô Cantigas”, “Fungagá da Bicharada” ou “Fantasminha Brincalhão” são exemplos de um reportório que vai dos grandes clássicos aos sucessos mais recentes. O patusco velhote sabe que vai colher a carinhosa atenção dos jovens papás e mamãs de hoje que, revendo-se nos filhos que têm ao seu lado, poderão viajar às suas infâncias onde já escutavam o Avô Cantigas de então.

Os bilhetes têm os seguintes preços: 10 euros (individual), 30 euros (Preço Família com direito a 4 bilhetes). As crianças com idade inferior aos 3 anos têm entrada livre (lugar ao colo).

“Guru” no Cine-Teatro Louletano

Guru

9 de novembro 2013, pelas 21h30, no Cine-Teatro Louletano, Rui Unas, Custódia Gallego, Heitor Lourenço e Susana Mendes protagonizam a comédia sobre a crise política nacional “Guru”.

A três dias de apresentar o orçamento do estado na Assembleia da República, a Ministra das Finanças, Helena Pinto Macedo, não sabe o que fazer. Cheia de dúvidas, pensa pedir ajuda ao seu marido Luís, deputado da oposição, mas o casamento está por um fio, e desiste. Acreditando que apenas uma força superior a iluminará, recorre ao internacionalmente afamado Professor furor, levando-o para casa para maior descrição para a ajudar a resolver os problemas do país.

Com um guru disponível 24 horas por dia, a ministra sente-se pronta a resolver os problemas do país. Porém, este guru, que de furor tem muito pouco e de Professor ainda menos, revela-se um verdadeiro charlatão, incapaz de solucionar a crise política nacional mas precioso à reconstrução da harmonia familiar dos Macedo.

De Henrique Dias e Roberto Pereira, com encenação de José Pedro Gomes, “Guru” é uma comédia cheia de medidas de pouca austeridade no que respeita à gargalhada!

O preço dos bilhetes para o espetáculo é de 10 euros.