Concerto: Blasted Mechanism em Loulé e … sem fatos!

BLASTED MECHANISM - Blasted Generation PROMO

Os Blasted Mechanism já estão a preparar o novo disco – a sua 8ª Geração – que será editado em Março de 2014. Prestes a comemorar 20 anos de carreira, esta que é uma das mais originais bandas portuguesas desenvolve uma acção para celebrar com a sua comunidade de fãs.

É ao vivo que essa celebração se torna real – uma partilha experiencial que alimenta uma relação de muitos anos entre o grupo e o seu público.
Com o objectivo único de financiar o lançamento da 8ª Geração dos Blasted Mechanism, a banda promove uma campanha de crowd funding, que não se cinge apenas à internet e redes sociais. Os Blasted Mechanism vão levar essa campanha para a estrada, depois do Natal e em 4 Janeiro 2014 apresentam-se em Loulé no bar Bafo de Baco.

26 de Dezembro :: Guimarães :: São Mamede CAE
27 de Dezembro :: Porto :: Plano B
28 de Dezembro :: Lisboa :: MUSICBOX LISBOA

03 de Janeiro :: Coimbra :: Salao Brazil
04 de Janeiro :: Loulé :: Bafo de Baco

5 salas pelo país, com lotações limitadas, e será aí que o Sound System Blasted Mechanism (Valdjiu, Guitshu, Zymon e o convidado especial N´SEKT) se irá apresentar, com muito groove e energia.

E esta será a oportunidade de ver os Blasted Mechanism em palco e … sem fatos!

Mais informações aqui:
http://ppl.com.pt/pt/prj/blasted-mechanism

Passagem de Ano de Quarteira com La Plante Mutante

La PLante Mutante

Quarteira volta a ser palco da Noite de Passagem de Ano no Concelho de Loulé e, desta vez, a entrada em 2014 vai ser feita ao som da música pop dos anos 80 com La Plante Mutante.

O grupo que se tem dedicado aos hits da década de 80 arranca a sua atuação na Praça do Mar, a partir das 22h30. Quando baterem as doze badaladas, vai poder assistir a um espetáculo pirotécnico junto à praia. A festa prossegue pela madrugada fora com a alegria e humor de La PLante Mutante.

A origem dos La Plante Mutante – banda que se dedica à celebração dos anos oitenta – remonta ao final da década de 90, quando um grupo de músicos de diferentes áreas decide formar uma banda de tributo à música que se fez na penúltima década do século passado.

Numa primeira fase, as atuações circunscrevem-se apenas a um concerto por ano, sempre na véspera do Carnaval; a partir de 2008, e já com 10 membros no ativo, a banda começa a atuar de um modo mais regular, contando, até à data, com cerca de 120 concertos em locais e festividades diversas, entre as quais duas partilhas de palco com a mítica Lena d’Água.

Distante do conceito comum de concerto, um espetáculo dos La Plante Mutante combina música dos anos 80 (nacional e internacional), stand up comedy e performances de variadíssimos níveis, numa atuação em que a homenagem à década é reforçada por uma atenção particular à roupa e maquilhagem, bem como pela projeção, em tempo real, de vídeos alusivos à época. Madonna, Prince, Tina Turner, Michael Jackson, Bananarama ou Samantha Fox são alguns dos ícones da música dos anos 80 recordados pelos La Plante Mutante nesta noite de celebração.

A entrada é livre

Concerto: Mazgani no Cine-Teatro Louletano

Mazgani - Rita Carmo

A 7 de dezembro 2013 pelas 21h30, o cantautor de origem iraniana, Mazgani, vai estar de volta a Loulé para um espetáculo que terá lugar no Cine-Teatro Louletano.

Escritor de canções, cantor e guitarrista, Mazgani deu início à sua carreira com a edição do álbum “Song of the new heart” no final de 2007. Um início aclamado pela crítica especializada, com grandes canções, de belas melodias e uma poesia que dificilmente se enquadraram no facto de ser somente um primeiro disco.

A revista de renome “Les Inrockuptibles”, em França, deu logo a sua opinião: Mazgani foi considerado um dos 20 melhores novos artistas musicais da Europa. No final de 2008, o International Songwriting Competition, onde figuram nomes como Tom Waits e Jerry Lee Lewis no painel de juízes, premiou com o terceiro lugar o tema “Somewhere Beneath The Sky”. Concorreram a esta competição 16.000 artistas de todo o mundo.

2009 foi um ano repleto de atividade: o lançamento do EP “Tell the People” – uma edição Optimus Discos, e a edição internacional “Ladies and gentleman, introducing Mazgani”. Esta coletânea reúne os 5 temas do EP “Tell the People” e 5 temas do primeiro álbum, bem como o tema inédito “Slaughterhouse of Love”. Este lançamento foi motivo de várias digressões pelo BeNeLux e Escandinávia, incluindo um showcase no Festival Eurosonic em janeiro 2010.

Em abril de 2010, Mazgani lançou aquele que é o seu segundo disco de originais “Song of Distance”. A ambição era encontrar a paixão e a verdade de cada desempenho, a vida de cada canção. O resultado é um disco despojado e nu, que expõe uma voz que canta a solidão dos grandes amores, a falta, a queda e a urgência. “Song of Distance” entra para o top 20 de vendas do chart da AFP, Mazgani dedica-se à estrada, atua pelo país e também lá fora, pela Holanda, Escandinávia, no Europavox em França; o disco é recomendado em várias listas dos melhores do ano no final de 2010.

Mazgani inicia 2011 com uma tournée internacional por Espanha, França e Holanda, com um regresso a casa num concerto esgotado no Teatro Aberto em Lisboa. Entretanto, antes do final de 2011, “Song of Distance” – esgotado no território nacional – é reeditado numa edição orientada para o mercado alemão, através da distribuidora Broken Silence.

Em abril de 2013 o artista lançou o seu novo disco, “Common Ground”, produzido por John Parish (habitual colaborador de PJ Harvey), com a colaboração de Mick Harvey (ex-Nick Cave & the Bad Seeds, e também colaborador de PJ Harvey), e integralmente gravado e misturado em Bristol, Inglaterra.

O seu terceiro álbum teve uma extraordinária receção por parte da imprensa e do público. Na semana de lançamento, o disco registou entrada direta para o 2º lugar do Top 10 dos álbuns mais vendidos do itunes.

Trata-se de um disco denso e rico, que prima pela simplicidade e despojamento, expondo a voz de Mazgani e as histórias que são contadas. Mazgani regressa a Loulé, com um espetáculo intimista integrado numa digressão que está a percorrer várias salas do País, celebrando a sua música de geografias muito personalizadas.

O preço dos bilhetes para o concerto é de 6 euros.

Concerto de Fim de Ano 2013 com David Carreira

David Carreira

Em Monte Gordo a festa também arrancará a partir das 22h30, na avenida marginal com a música de David Carreira e mais tarde pelas cores e estampidos do fogo de artifício.
Entretanto, em Vila Real Stº Antónino, na praça Marquês de Pombal, vai haver música com concerto a anunciar brevemente.